segunda-feira, 5 de novembro de 2012

2º SIMULADO EM HISTÓRIA DO BRASIL



01. (Fuvest-SP - ADAPTADO) Os primitivos habitantes do Brasil foram vítimas do processo colonizador. O europeu, com visão de mundo calcada em preconceitos, menosprezou o indígena e sua cultura. Observamos, a partir de meados do século XVI, um decréscimo da população indígena, que se agravou nos séculos seguintes. Os fatores que mais contribuíram para o citado decréscimo foram:

A) A captura e a venda do índio para o trabalho nas minas de prata do Potosí;

B) As guerras permanentes entre as tribos indígenas e entre índios e brancos;

C) O espírito sanguinário, cruel e vingativo dos naturais que os levavam ao canibalismo;

D) As diversas epidemias e a escravidão dos índios;

E) A exploração do trabalho indígena na extração da borracha.


02. Leia o texto.

“A língua de que [os índios] usam, toda pela costa, é uma: ainda que em certos vocábulos difere em algumas partes; mas não de maneira que se deixem de entender. (...) Carece de três letras, convém a saber, não se acha nela F, nem L, nem R, coisa digna de espanto, porque assim não tem Fé, nem Lei, nem Rei, e desta maneira vivem desordenadamente (...)."


(GANDAVO, Pero de Magalhães, História da Província de Santa Cruz, 1578).
Pode-se afirmar que todas as alternativas expressam a opinião dos portugueses para com a cultura indígena, exceto:


A) Para o português a desorganização social dos indígenas se refletia no idioma; 
B) A inferioridade do indígena era fator determinante para as desigualdades culturais;
C) A língua dos nativos apresentava uma limitação vocabular;
D) A construção simbólica dos nativos era homogênea;
E) A compreensão das culturas locais era uma prioridade para os portugueses.


03. (Fuvest-SP - ADAPTADO) A sociedade colonial brasileira "herdou concepções clássicas e medievais de organização e hierarquia, mas acrescentou-lhe sistemas de graduação que se originaram da diferenciação das ocupações, raça, cor e condição social. (...) as distinções essenciais entre fidalgos e plebeus tenderam a nivelar-se, pois o mar de indígenas que cercava os colonizadores portugueses tornava todo europeu, de fato, um gentil-homem em potencial. A disponibilidade de índios como escravos ou trabalhadores possibilitava aos imigrantes concretizar seus sonhos de nobreza. (...) Com índios, podia desfrutar de uma vida verdadeiramente nobre. O gentio transformou-se em um substituto do campesinato, um novo estado, que permitiu uma reorganização de categorias tradicionais. Contudo, o fato de serem aborígines e, mais tarde, os africanos, diferentes étnica, religiosa e fenotipicamente dos europeus, criou oportunidades para novas distinções e hierarquias baseadas na cultura e na cor." (Stuart B. Schwartz, Segredos internos.)

A partir do texto pode-se concluir que



A) A diferenciação entre clero, nobreza e campesinato foi transferida para o Brasil por intermédio de Portugal e se constituiu no elemento fundamental da sociedade brasileira colonial;
B) As diferenciações raciais e culturais entre brancos e índios, brancos e negros, contribuíram para a “sincretização” das distinções clássicas e medievais entre fidalgos, plebeus e europeus na sociedade;
C) A presença de índios e negros na sociedade brasileira levou ao surgimento de instituições como a escravidão;
D) Os índios do Brasil, por serem em pequena quantidade e terem sido facilmente dominados, não tiveram nenhum tipo de influência sobre a constituição da sociedade colonial;
E) As concepções medievais dos portugueses, durante os séculos XVI e XVII, jamais foram alteradas.


04. 



Uma análise da imagem acima nos leva a concluir que

Uma análise da imagem acima nos leva a concluir que

A) Neste contexto, o sentido de casa se amplia para toda a terra;
B) Se refere ao contexto da conquista das terras americanas pelos portugueses bem como, ao violento tratamento dispensado aos indígenas;
C) Mostra que os índios, possivelmente, já previam que seriam explorados por meio do escambo;
D) O comentário do indígena mostra que as populações nativas receberam os conquistadores portugueses com docilidade;
E) Existe uma clara intenção de nos levar ao problema contemporâneo do “sonho da casa própria”. 


05. Entre as mudanças ocorridas no Brasil Colônia durante a União Ibérica (1580 - 1640) destacam-se

A) A introdução do tráfico negreiro, a invasão dos holandeses no Nordeste e o início da produção de tabaco no recôncavo Baiano.



B) A expansão da economia açucareira no Nordeste, o estreitamento das relações com a Inglaterra e a expulsão dos jesuítas.



C) A incorporação do Extremo-Sul, o início da exploração do ouro em Minas Gerais e a reordenação administrativa do território.

D) A expansão da ocupação interna, pela violação de Tordesilhas,  a expulsão dos franceses e o incremento do bandeirismo.



E) A expulsão dos holandeses do Nordeste, a intensificação da escravização indígena e a introdução das companhias de comércio monopolistas.



06.  No Brasil, a CLT - Consolidação das Leis do Trabalho - foi criada pelo Decreto 5452, de 1943, em meio ao governo de Getúlio Vargas, para reunir e sistematizar as leis trabalhistas existentes no país. Tais leis representaram a:

A) Evidente hegemonia do movimento operário sindical bem como, sua organização;

B) Inspiração notadamente fascista, que orientou o Estado Novo desde sua implantação em 1937;

C) A clara manobra do Estado brasileiro sobre os sindicatos e associações de trabalhadores, permitindo a Vargas programar a primeira coligação política da história brasileira.

D) Pressão norte-americana, que se tornou mais clara após 1945, para que Vargas controlasse os grupos anárquicos e socialistas presentes nos movimentos operário e camponês.

E) Participação do Estado soberano no arbitramento das relações entre patrões e trabalhadores. 


07. A renúncia do presidente Jânio Quadros, em 1961, pode ser associada a um conjunto de problemas, dentre os quais se destaca a(o):


A) Reação das elites burguesas contra o modelo político  independente de Jânio;

B) Resistência do presidente em adotar uma forma autoritária de governo, defendida pela oposição e pelos militares;

C) Crescente oposição popular, liderada pelo PTB, contrária ao controle da UDN e, em especial, à ascendência de Carlos Lacerda no governo;

D) Rompimento com o FMI (Fundo Monetário Internacional) e o lançamento de uma política de integração americana, a OPA (Operação Pan-Americana), em contraponto à Aliança para o Progresso;

E) Apoio de Jânio Quadros ao projeto do vice-presidente João Goulart de conferir aos sindicatos crescente papel no governo.


08. (Enem - ADPTADO) O ano de 1954 foi decisivo para Carlos Lacerda. Os que conviveram com ele em 1954, 1955,1957 (um dos seus momentos intelectuais mais altos, quando o governo Juscelino tentou cassar o seu mandato de deputado), 1961 e 1964 tinham consciência de que Carlos Lacerda, em uma batalha política ou jornalística, era um trator em ação, era um vendaval desencadeado não se sabe como, mas que era impossível parar fosse pelo método que fosse. Hélio Fernandes. Carlos Lacerda, a morte antes da missão cumprida. In: "Tribuna da Imprensa", 22/5/2007 (com adaptações) Com base nas informações do texto acima e em aspectos relevantes da história brasileira entre 1954,quando ocorreu o suicídio de Vargas (em grande medida, devido à pressão política exercida pelo próprio Lacerda), e 1964, quando um golpe de Estado interrompe a trajetória democrática do país,conclui-se que

A) A cassação do mandato parlamentar de Lacerda antecedeu a crise que levou Vargas à morte.

B) Lacerda e adeptos do getulismo, aparentemente opositores, expressavam a mesma posição político-ideológica.

C) A implantação do regime militar, em 1964, decorreu da crise surgida com a contestação à posse de Juscelino Kubitschek como presidente da República.

D) Carlos Lacerda atingiu o apogeu de sua carreira, tanto no jornalismo quanto na política, com ainstauração do regime militar.

E) Juscelino Kubitschek, na presidência da República, sofreu vigorosa oposição de Carlos Lacerda,contra quem procurou reagir.

09. . (Mackenzie) Durante o governo de Getúlio Vargas (1951-1954), a política econômica era marcadamente nacionalista. A adoção de uma política voltada para os interesses da nação determinou:

A) O choque com os interesses imperialistas, principalmente o norte-americano, já que os países capitalistas, durante a Guerra Fria, se agrupavam sob a direção e de acordo com os interesses dos Estados Unidos.

B) O estremecimento das relações entre Vargas e os EUA. Mas o presidente norte-americano,Eisenhower, viu-se impossibilitado de não conceder os empréstimos prometidos, para não perder um aliado na América.

C) A falência dos projetos ligados à criação de empresas estatais, que monopolizariam setores importantes da nossa economia, dada a falta de capital estrangeiro.

D) O afastamento, do governo, do movimento trabalhista, que criava obstáculos para a implantação do programa econômico.

E) A retomada de uma campanha liderada pelo próprio presidente, que denunciava a remessa de lucros para o exterior por parte das empresas nacionais.

10. O processo de redemocratização brasileiro, no final da década de 1970, combinou pressões da sociedade civil e a estratégia de distensão/abertura do próprio regime militar, como pode ser observado na (no):

A) Vitória do movimento popular das "Diretas Já", permitindo eleições gerais diretas em 1982.

B) Revogação do AI 5, por iniciativa do governo, após negociação com setores representativos da sociedade civil e afastamento de militares envolvidos com torturas.

C) Total autonomia do movimento sindical, forçada pelas greves do ABCD paulista.

D) Concessão de anistia "ampla, geral e irrestrita", por lei de iniciativa do governo, mas que excluía as principais lideranças ligadas ao governo derrubado em 1964.

E) "Pacote de abril" de 1977, que transformou o Congresso Nacional em Assembleia Constituinte e a Lei Falcão.

8 comentários:

  1. 1 A
    2 E
    3 B
    4 B
    5 D
    6 E
    7 B
    8 E
    9 A
    10 B

    Bruna Sodré

    ResponderExcluir
  2. Ellen Raphaela; 3°A Salesiano
    1-B
    2-E
    3-B
    4-A
    5-D
    6-E
    7-A
    8-A
    9-A
    10-B

    ResponderExcluir
  3. 1-D
    2-E
    3-B
    4-B
    5-A

    FILIPE PADILLA

    ResponderExcluir
  4. 6-A
    7-A
    8-E
    9-A
    10-E
    FILIPE PADILLA

    ResponderExcluir
  5. 1D
    2D
    3B
    4B
    5A
    6C
    7C
    8E
    9A
    10E

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. esqueci de botar meu nome: MARIA HELENA

      Excluir
  6. 1D
    2E
    3B
    4B
    5D
    6E
    7A
    8E
    9A
    10B

    IRÁVIO JÚNIOR

    ResponderExcluir
  7. 1-D
    2-E
    3-B
    4-B
    5-A
    6-C
    7-A
    8-E
    9-A
    10-E

    Rodrigo Arraes dos Santos

    ResponderExcluir

Comentários

Copyright © 2012 Aprendendo a Estudar História|Template Para Blogspot.