quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Guerra dos Emboabas


A descoberta de ouro no Brasil, na virada do Século XVII para o XVIII, impulsionou várias mudanças no território colonial. A possibilidade de constituir fortuna com a mineração atraiu povos de outras províncias e é claro, os próprios portugueses. Tal interesse pelas minas recém-descobertas serviria, em pouco tempo, como estopim para sangrentas disputas pelo território.


Os bandeirantes paulistas, pioneiros nas primeiras descobertas, estavam convictos de que a exploração das minas era, por direito, reservada a eles. Todavia, as terras coloniais estavam sob o jugo da Coroa Portuguesa que por sua vez, enxergava a descoberta como uma excelente oportunidade de negócio. Assim, a região das Minas Gerais se transformou, entre 1708 e 1709, em palco de um conflito denominado Guerra dos Emboabas.

O termo emboaba* era utilizado para designar, de forma pejorativa, os estrangeiros que partiram para a região após as notícias da descoberta do ouro.

Os emboabas organizaram várias expedições para enfraquecer as posições dos paulistas nas regiões produtoras de ouro, muitas sob o comando de Manuel Nunes Viana.  Uma das lutas mais intensas ocorreu na região posteriormente chamada de Capão da Traição. Neste combate, foram abatidos de uma só vez, trezentos paulistas pelas mãos dos emboabas.

Buscando reafirmar sua autoridade no local, a Coroa portuguesa determinou em 1709, a imediata separação das capitanias de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo.



Com o fim da guerra, os bandeirantes buscaram outras jazidas nas regiões de Mato Grosso e Goiás. Outros, beneficiados com o ganho da atividade mineradora, formaram unidades agrícolas que abasteceriam os centros urbanos daquela época.


Em tupi, esse termo era originalmente utilizado para mencionar  todo tipo de ave de perna coberta por penas até os pés. Os bandeirantes paulistas a reinterpretaram para se referir aos forasteiros que, calçados de botas, alcançavam a região interiorana atrás dos metais preciosos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários

Copyright © 2012 Aprendendo a Estudar História|Template Para Blogspot.