segunda-feira, 9 de maio de 2016

Feudalismo



O feudalismo ou modo de produção feudal iniciou com as invasões dos povos bárbaros, no século V, sobre o antigo Império Romano que foi definitivamente invadido por esses povos no ano 476 da Era Cristã.

Feudo era como se chamavam os extensos lotes de terras que eram controlados por uma única pessoa, o senhor feudal.

O feudalismo foi sendo implantando progressivamente em todo o território europeu e, aos poucos, apresentou as seguintes características: poder descentralizado (nas mãos dos senhores feudais), economia baseada na agricultura e utilização do trabalho dos servos. 

A ordem feudal estava organizada por meio de importantes pactos selados entre as pessoas de maior importância da época. Assim temos como organização política as relações de Vassalagem e suserania.

O suserano era quem dava um lote de terra ao vassalo e este último passava a ter obrigação de prestar fidelidade e ajuda ao seu suserano. O vassalo oferece ao senhor, ou suserano, fidelidade e trabalho, em troca de proteção e um pedaço de terra. As redes de vassalagem se estendiam por extensas regiões, sendo o rei o suserano mais poderoso. Assim a doação de parte de um feudo para um vassalo tornava ele senhor de um feudo menor.

A principal característica da sociedade feudal é a sua falta de mobilidade. Além disso, ela também é marcada por uma estrutura hierárquica.  Os nobres (senhores feudais, cavaleiros, condes, duques, viscondes) eram os donos das terras (feudos) que arrecadavam impostos dos camponeses ou servos.

Os membros da Igreja (clero) tinham grande poder e eram responsáveis pela proteção espiritual da sociedade. Eram isentos de impostos e arrecadavam o dízimo. 

A terceira camada da sociedade era formada por servos (camponeses) e pequenos artesãos. Os servos pagavam várias taxas e tributos aos senhores feudais, tais como: corveia (trabalho de 3 a 4 dias nas terras do senhor feudal), talha (metade da produção), banalidade (taxas pagas pela utilização do moinho e forno do senhor feudal).


A economia feudal baseava-se principalmente na agricultura. Existiam moedas na Idade Média, porém eram pouco utilizadas. As trocas de produtos e mercadorias eram comuns na economia feudal. O feudo era a base econômica deste período, pois quem tinha a terra possuía mais poder. O artesanato também era praticado na Idade Média. A produção era baixa, pois as técnicas de trabalho agrícola eram extremamente rudimentares. O arado puxado por bois era muito utilizado na agricultura.




2 comentários:

Comentários

Copyright © 2012 Aprendendo a Estudar História|Template Para Blogspot.