quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Margareth Thatcher: A Dama de ferro



No final da década de setenta a Europa enfrentava graves problemas: inflação alta, desemprego e crise petrolífera. Foi neste período conturbado que pela primeira vez na história, uma mulher assumiu o principal posto na Grã-Bretanha.

Margareth Thatcher governou a partir de 1979 e implementou, logo no inicio do seu mandato, uma série de mudanças visando a redução dos impostos e recuperação da economia.  Uma de suas reformas institucionais mais polêmicas atingiu os sindicatos trabalhistas, que passaram a ser controlados pelo Estado, rendendo a ela o apelido de “Dama de Ferro”.

Sua gestão durou 11 anos, até 1990, contudo, os primeiros cinco anos não trouxeram medidas bem sucedidas; pelo contrário, muitos analistas de economia apontam este período como o início de uma grande recessão econômica. Seu primeiro mandato foi rotulado por greves e manifestações dos sindicatos trabalhistas que não aceitavam sua intervenção e política anticomunista. Um fato curioso é que o “jogo” só virou a seu favor em função de uma guerra entre Inglaterra e Argentina. Thatcher teve coragem para, mesmo em tempos de crise econômica, declarar guerra contra a Argentina em 1982. O triunfo militar na guerra das Malvinas deu novamente aos ingleses a posse do arquipélago em litígio e por outro lado, aumentou a popularidade da primeira ministra que se credenciou para a reeleição em 1984.

O combate radical aos sindicatos permaneceu no segundo mandato, contudo, houve ainda um extenso programa de privatizações das empresas estatais fato que fez de Thatcher uma das precursoras do neoliberalismo.

Na política suas posturas também eram inflexíveis tendo inclusive, se negado a negociar a libertação de presos políticos em 1984. Essas posturas cultivaram vários inimigos e colocou em risco sua segurança: Um atentado realizado pelo grupo terrorista IRA (Exército Republicano Irlandês) quase tira sua vida. Todavia, Thatcher saiu ilesa e fortalecida politicamente, compactuando ainda mais, com o bloco capitalista. “A ganância é um bem” – essa frase é a clara concordância que a “Dama de Ferro” tinha com a concorrência capitalista.

Ao término da década de 1980, finalmente, algumas medidas econômicas de Thatcher tiveram êxito. Mas os altos índices de desemprego permaneciam desgastando seu governo que jamais abriu mão da inflexibilidade. Em 1989 Thatcher foi reeleita pela segunda vez, mas sua liderança no partido já não era a mesma. A eleição de George Bush para governar os Estados Unidos complicou, ainda mais, a situação da primeira ministra uma vez que não havia um consenso político entre as duas lideranças. Sem apoio dos americanos e com a imagem desgastada no partido Thatcher renunciou em 1990.

Margareth Thatcher faleceu em 08 de Abril de 2013, aos 87 anos, em consequência de um acidente vascular cerebral.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários

Copyright © 2012 Aprendendo a Estudar História|Template Para Blogspot.